sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Menina Bonita

Essa leitura foi realizada na escola Leonor Salomão no município de Andradina. Espero que gostem.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O encantamento por livros - video - A menina que odiava livros

video

 Não é fácil incentivar as pessoas a leitura, a magia dos livros só se adiquiri lendo.
O hábito da leitura demora para ser incorporado a personalidade é um ato involuntário de curiosidade. Despertar para a leitura é despertar para a curiosidade em descobrir o que as letras podem mudar, acrescentar e criar no próprio mundo do leitor.
Resumindo: um universo paralelo onde eu posso escolher o local, o tempo e o espaço.
Assim também acontece com quem decide escrever, ele passa a poder estar em mundos diferentes, ser pessoas diferentes em época que ele mesmo decida estar. Este é o fascinio em ler ou escrever.

sábado, 19 de novembro de 2011

BRANCA DE NEVE - a saga continua rsrs




Branca de Neve depois de muito caminhar e refletir chega perto da casa dos 7 anões, onde agora só
existiam três. Ela já se encontra mais tranquila e resignada a tentar mudar sua índole indomável.
Ao chegar perto de casa vê Mestre a cortar lenha para a lareira e seus lençois quase secos voando  ao movimento do vento no varal.
Mestre bate com força em outro pedaço de madeira, uma lasca cheia de terra vermelha vai direto  para o lençol branco no varal. Mestre se encolhe todo e com o olhar de horror vê que Branca de Neve esta chegando de seu passeio a floresta. branca de Neve num ímpeto de fúria se aproxima correndo e quando menos se espera arranca o machado das mãos de Mestre e com apenas um golpe decepa-lhe a cabeça que cai ao solo inerte.
Feliz e Soneca vendo isso correm para a floresta. Branca de neve senta-se no chão e olha o corpo do Mestre ao lado e pensa, que sua Madrasta tinha deixado mais marcas em sua personalidade do que ela mesma poderia saber.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Quando se vence o medo transformações incriveis podem acontecer - Matinta Perera

Essa história foi passada de pai para filho com a sabedoria dos mais velhos, aprendemos a sensibilidade o respeito e vários valores que estão se perdendo por desrespeito aos mais velhos, por falta de tempo de orientarmos nosso filhos. Espero estar ajudando.

MATINTA PEREIRA

Se é um pássaro ou uma velha ninguém sabe explicar ao certo. O que se sabe é que quando a Matinta assobia, o caboclo respeita e se aquieta. Imitam eles, dizendo que "em dada noite estavam em tal lugar quando de repente: Fiiiiiiiiiit, matinta perera!"
Em cada localidade, a Matinta é um personagem sempre atribuído a alguma senhora de idade. Se for alguém que viva sozinha, na mata, e que não costume conversar muito, melhor ainda! Essa, com certeza, cairá na boca do povo como a Matinta Perera do local.
Dizem que de noite, quando sai para cumprir seu fado, a Matinta sobrevoa a casa daqueles que zombam dela ou que a trataram mal durante o dia, assombrando os moradores da casa e assustando criações de galinhas, porcos, cavalos ou cachorros.
Dizem ainda que a Matinta gosta de mascar tabaco. E quando lhe prometem o fumo, ela sempre vai buscar no dia seguinte, sempre às primeiras horas da manhã. Por isso, há uma espécie de macete para quem quer descobrir a verdadeira identidade da Matinta Perera: quando se ouve o assobio na mata, o curioso deve gritar bem alto: "vem buscar tabaco!". No dia seguinte, bem cedinho, a primeira pessoa que bate à porta do curioso vai logo dizendo a que veio: "bom dia, seu fulano! Desculpe ser tão cedo, mas é que eu vim aqui buscar o tabaco que o senhor me prometeu noite passada!".
Assustado, o curioso deve logo providenciar um pedaço de fumo para dar à indiscreta visita. Se não der o que prometeu, a Matinta Perera volta à noite e não deixa ninguém dormir.
Outra forma de descobrir a verdadeira identidade de uma Matinta é por meio de uma simpatia onde, à meia noite, se deve enterrar uma tesoura virgem aberta com uma chave e um terço sobrepostos. Garantem os caboclos que a Matinta não consegue se afastar do local.
Há os que dizem que já tiveram a infeliz experiência de se deparar com a visagem dentro do mato. A maioria a descreve como uma mulher velha com os cabelos completamente despenteados e que tem o corpo suspenso, flutuando no ar com os braços erguidos. Ao ver uma Matinta, dizem os experientes, não se consegue mover um músculo sequer. A pessoa fica tão assustada que fica completamente imóvel! Paralisada de pavor!
Dizem ainda que quando a Matinta Perera sente que sua morte está próxima, ela sai vagando pelas redondezas gritando bem alto "Quem quer? Quem quer?". Quem cair na besteira de responder, mesmo brincando, "eu quero!", fica com a maldição de virar Matinta. E assim o fado passa de pessoa para pessoa.


domingo, 11 de setembro de 2011

O vagazóides - escrevem seus textos para produzir o video

Acredite em você!

   Seja irreverente, criativo ou apenas seja você mesmo! rsrsrsr...





É extremamente importante escrever e analisa o que escreveu antes de mostrar para alguém.
Muitas pessoas dizem "Pensa antes de fala" e quase a mesma coisa.
Os vagazóides são essa dupla de adolescentes que analisam fatos cotidianos e mostram a sua interpretação de mundo, e como o Pedro mesmo fala tem de haver uma escrita antes e analises do que vão falar no youtube. Mesmo eles utilizando tantos palavrões seus pensamentos são muito interessantes e críticos sobre vários assuntos como: televisão, orientação sexual, cigarros e vários outros que com certeza vale a pena assistir. Por isso pessoal coloquei esse video deles aqui, para encoraja-los e se expressarem, escrevam, pesquisem e busquem suas próprias opiniões sobre o mundo que os rodeia.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Injeção de ânimo - Roberto Carlos Ramos

Algumas pessoas se tornam luzes na escuridão para ensinar o caminho a outros. Mesmo com todos dizendo ele ser irrecuperável, Roberto Carlos Ramos se tornou um ilustre pedagogo, contador de histórias, e pai de 25 crianças adotivas.
Hoje ele ministra palestras por todo mundo. Mineiro UAI rsrsrsrs...





















domingo, 14 de agosto de 2011

O uso do diário como incentivo a produção de texto.

 





O uso do diário ainda hoje faz grandes escritores que começam timidamente e logo estão escrevendo páginas e páginas de suas vidas. Quando começam a escrever é dificil, parece que nada acontece mas depois, as páginas vão se tornando pequenas demais para guardar tão preciosos registros. E a partir dai as histórias são aprimoradas com um pouco de imaginação, suas opiniões vão sendo colocadas de forma mais objetiva e segura. São quando surgem verdadeiras obras de arte que deixam qualquer amigo ou pai curioso. Guardado a sete chaves com todo carinho e cuidado também são adornados com fotos, papéis de balas e bombons ganhados do pretendente é claro... Mas o exemplo que vou dar aqui não é de uma adolescente, mas de um adolescente extremamente apaixonado por uma menina chamada Paty Maionese. Algumas pessoas já sabem de quem eu estou falando, quem não teve o prazer de conhece-lo espero que gostem, conhecendo-o aqui por uma grande fã.

DOUG FUNNY -  O desenho que conquistou várias gerações


Doug!.."É sou eu!”... Desenho animado que encantou adolescentes da década de 90. O jovem Doug Funnie, narigudo, tímido, e um grande sonhador, com apenas 11 anos de idade em sua pré-adolescência fez muitos fãs em todo o mundo. O menino que adorava escrever seus pensamos em um diário, era um grande sonhador. Seu nome verdadeiro no desenho é, Douglas Yancey Funnie, apelidado de Doug. Uma grande série animada do canal americano Nickelodeon, escrito por Joe Aaron. Originário de um livro nunca publicado, “Doug Got a New Pair of Shoes”., na tradução "Os novos sapatos de Doug". A série estreou no Nickelodeon (Cabo) em 1991, e ficou no ar até 1994, agradando muito o público adolescente, entre meninos e meninas.

Trecho tirado do www.midiainteressante.com



domingo, 7 de agosto de 2011

Histórias em quadrinhos

     


     A História em Quadrinhos, ao falar diretamente ao imaginário da criança, preenche suas expectativas e a prepara para a leitura de obras escritas. A experiência de folhear as páginas de uma revista de quadrinhos pode gerar e perpetuar o gosto pelo livro impresso, independente de seu conteúdo. Além disso, o aprendizado por meio do uso de quadrinhos é mais proveitoso.
     Os quadrinhos vêm sendo utilizados com sucesso em livros didáticos há três décadas. Artistas e pedagogos unem-se para aproveitar as possibilidades técnicas, narrativas e expressivas dos quadrinhos no que tange à disseminação mais eficiente de conhecimento
     Da mesma forma, aseqüencialidade (a maneira como se articula a narrativa quadrinhográfica, com uma vinheta sucedendo a outra, em ordem lógica, mas fragmentada temporalmente, o que exige participação e perspicácia da parte do leitor para preencher os momentos não mostrados), assume, para Abrahão, "o caráter de verdadeiro relato visual ou imagístico, que sugestivamente se integra com as rápidas conotações do texto escrito, numa perfeita identificação e entrosamento das duas formas de linguagem: a palavra e o desenho. Exatamente como convém ao caráter sincrético e intuitivo do pensamento infantil" (MOYA, 1977, p. 150-151). Dessa forma, o quadrinho torna mais interessante o conteúdo a ser estudado, e mais: exige do aluno uma percepção maior do meio empregado, a História em Quadrinhos.
     A leitura é apenas uma das possibilidades de emprego da História em Quadrinhos no ensino. Pierre Michel, professor do Liceu de Corbeil, na França, destaca as aplicações dos quadrinhos na educação (MICHEL, 1976, p. 137): trata-se de "um material que pode suscitar a reflexão, a pesquisa e a criação" e não meramente a leitura descompromissada.
Trecho extraido: http://pt.scribd.com/doc/2901302/Historia-em-quadrinhos-na-sala-de-aula


     Não se pode fala de em desenhos animados sem falar em Mauricio de Sousa por isso vou postar aqui algumas historias dele e endereços para pesquisa.


http://www.monica.com.br/comics/fwelcome.htm

Observações: Esse blog tem a finalidade de ajudar as pessoas a se expressarem, por isso aqui foi postado histórias em quadrinhos. Se algum leitor do blog produzir esse tipo de trabalho e só manda para mim e terei o maior prazer em posta-lo aqui.

terça-feira, 2 de agosto de 2011

O FANTÁSTICO MUNDO DE BOB




Uma das personagens que mais tem capacidades de sonhar, já imaginaram o Bob sendo um escritor teatrólogo? Se ja sou fã com ele tendo 4 anos rsrsr... sou suspeita para fala rsrsr...


A História.

O Sr. Generic era um homem de negócios que enfrentava os mesmos problemas de qualquer outro chefe de família de classe média, mas o seu diferencial é que ele encarava a vida sempre com muito bom humor. Já a mãe de Bobby, a Senhora Martha Generic, era uma mulher moderna e muito doce e que adorava chamá-lo de “meu pequeno herói”. Estava sempre atenta a criação de Bobby, mas disciplinava os filhos com muita tranqüilidade. Suas qualidades maternas fizeram com ela participasse até de um concurso de melhor mãe.
Bobby podia ter os privilégios de ser o caçula, mas para isso tinha sempre que enfrentar as pequenas desavenças com os irmãos mais velhos. Sua irmã Kelly tinha 14 anos e suas maiores preocupações incluíam fazer compras, alcançar popularidade entre os colegas e paquerar, mas o que a menina gostava mesmo era de reclamar de tudo e de todos. O maior medo de Kelly era de um dia passar vergonha na frente de outras pessoas. Já o insolente irmão do meio, Derek, tinha 10 anos, e seus dias eram preenchidos por esportes em companhia dos colegas, como skate ou baseball. Derek tinha a mesma preocupação com Bobby do que qualquer outro menino de sua idade, ou seja, nenhuma.
Bobby era muito pouco compreendido por sua família, que não assimilava muito bem esse mundo de sonhos onde o menino vivia metido, por isso ele acabava apelando para outros amigos imaginários como sua aranha de pelúcia Webbly. As expressões de Webbly valiam por mil palavras, vivia sendo arrastada por Bobby pela casa inteira e era uma segurança para o garoto, pois quando ele se metia em alguma confusão em suas imaginações, como ser perseguido por um monstro, era Webbly que salvava o menino e o trazia para o mundo real.
Bobby podia ter como herói o Capitão Squash, de quem possuía os mais variados brinquedos e tranqueiras, mas o herói de verdade do menino era o seu Tio Ted, irmão de Martha, que vivia visitando a família e sempre aproveitava a oportunidade para brincar com o garoto, parecia ser um dos poucos que entendiam a mente fértil do menino, mas não podia estar sempre presente pois era vendedor e vivia viajando. Além destes Bobby tinha o sheepdog Roger, outro inseparável companheiro em suas aventuras, que tinha um pêlo tão grande que até um boné de beisebol já foi encontrado dentro dele.
Como não podia faltar, o menino tinha uma tia chata, daquelas que vem lambuzando sua cara com beijos molhados, e sempre tem um elogio padrão do tipo “como você cresceu”, era a tia Ruth, uma senhora obesa que era a pedra no sapato de Bobby.
Na última temporada Martha ficou grávida e deu a luz a gêmeos, mas eles apareceram muito pouco nos episódios seguintes.






Não resisti e deixei mais endereços de desenho divirtam-se.
Todo mundo tem capacidades e potencialidades para escrever, acreditem nisso e criem suas próprias histórias, se um menino de 4 anos pode com o pouco que conhecem do mundo vocês que tem mais de 4 ...rsrsrs... também têm. Aposto em vocês.


domingo, 31 de julho de 2011

BRANCA DE NEVE ASSASSINA


Este texto foi escrito nos primeiros anos de faculdade (UFMS), foi um trabalho do professor Orlando, que me deixou muito feliz quando achou que eu havia copiado... rsrsrs... Foi o jeito dele dizer que estava muito bom.Fiquei feliz.


Só você pode ouvir

                                                  Catia valéria de Souza 


     Branca de Neve queria se tornar mais humana e parar de matar anões como vinha fazendo, apenas por esporte. Afinal, em sua pequena casa haviam apenas mais três anões dos sete que existiam.   Logo teria que mudar de atividade e ficaria sozinha na floresta.
Resolveu procurar conselho com uma velha coruja que morava no tronco de uma Ipê também velho.
     _ Dona Coruja, o que faço? Me diga algo, já que conhece minha história. A coruja abriu levemente os olhos, pensou um pouco e falou:
     _ Perdoa aos outros, Branca de Neve. Branca de Neve ficou pensativa e continuou sua caminhada.
     Encontrou a pouco metros o rápido coelho que voltava para casa depois de um dia cansativo de trabalho na horta. Branca de Neve ao olhá-lo pensou em interroga-lo tambem e disse:
     _ Senhor Coelho, sei que está apressado para voltar a sua família, mas preciso de uma palavra sua. Não quero continuar a matar anões como venho fazendo até aqui.
     _ Malvada Branca de Neve, que matou quem a acolheu. O único meio que vai encontrar é o trabalho, se faça útil aos outros.
     Continuando seu caminho já de volta para casa, se lembrando do que a fazia matar seus amigos anões, viu que a fúria sempre lhe tomava o corpo por acreditar que eles faziam algo errado.
     Um veado campeiro bebe água no lago e ao vê-la se distancia um pouco, para deixa-la passar.
Mas Branca de Neve o olha e pergunta:
     _ O que há de errado comigo?
     O veado ainda com receio de falar o que pensa, olha para ela e logo fala:
     _ Se acha a melhor das criaturas e não perdoa os erros alheios.
     Ela continua seu caminho atravessando o lago. É o vento sopra de leve ajudando seus pensamentos com o seu som suave ajudado pelas folhas secas das árvores ao chão.
     _ Branca de Neve, perdoa mais aos outros que a ti mesmo. Perdoa, perdoa...É o que o vento e as folhas diziam com a voz angelical de Deus.
Fim


Este video é para apagar a má impressão do texto com um maravilhoso mundo de Walt Disney.


sábado, 30 de julho de 2011

POR UMA SEMENTE DE PAZ

 GANYMEDES JOSÉ


 Não poderia deixar de fala de um dos autores que mudaram a minha vida.
GANYMÉDES JOSÉ
Através de pesquisa efetuada pelo MEC nas salas circundantes no período de junho de 1979 a junho de 1980, a ordem de autores mais lidos no país era a seguinte: 1. Walt Disney (HQ's); 2. Ganymédes José; 3. Irmãos Grimm e 4. Monteiro Lobato.



Livro: Por uma semente de paz - Ganymedes José

O livro narra a história da professora Liene que passa a lidar com vários problemas -incluindo as drogas, a gravidez de uma aluna, a falta de motivação - ao lecionar em uma escola carente em um local distante da sua casa. Mesmo com diversos empecilhos, Liene persevera no emprego e, ultrapassando os limites pedagógicos da instituição de ensino, contribui para a formação ética, moral e humana de seus educandos.
 “Por uma semente de paz” faz uma crítica à sociedade preconceituosa, acomodada e conturbada da atualidade que prefere percorrer a trilha com menos obstáculos a buscar alternativas para o caminho mais correto. Seguindo as Ecologias da Produtividade, do Reconhecimento e dos Saberes, Liene é uma representante verídica do Ethos Civilizacional e da procura por formas mais cooperativas e harmônicas de convivência. Além disso, a personagem principal defende a valorização das diferenças e a busca pela recuperação da existência que regem o Multiculturalismo e a Visão Holística.

LIVRO: A LADEIRA DA SAUDADE



Vou aproveitar para indicar o LADEIRA DA SAUDADE que é do mesmo autor:

O livro a Ladeira da Saudade fala de uma jovem chamada Marilia, mas que é conhecida como Lilia. Esta jovem mora na cidade grande juntos com seu pai que ama e sua mãe que não a entende como ela gostaria. Ela termina o namoro com um rapaz bem sucedido para desespero de sua mãe, elas se desentendem e ela vai passar uns dias na casa de uma tia em Ouro Preto. Em Ouro Preto ela faz amizade com várias garotas muito diferentes das suas amigas da escola e conhece um rapaz diferente do ex. Lilia e este rapaz, que se chama Dirceu, se apaixonam a primeira vista, e passam a viver um romance mesclado com as histórias da cidade de Ouro Preto e da história da arte brasileira. Quando sua mãe descobre o namoro em Ouro Preto com um rapaz descendente de escravos vai busca-la, sem dar chances para se despedir. Se quiser saber como essa história termina, vai ter que lê-la como eu.

São livros impérdiveis, divirtam-se. 
Obs: É o mesmo autor do MACACA SOFIA.

Saiba mais sobre: MONTEIRO LOBATO



Contista, ensaísta e tradutor, este grande nome da literatura brasileira nasceu na cidade de Taubaté, interior de São Paulo, no ano de 1882. Formado em Direito, atuou como promotor público até se tornar fazendeiro, após receber herança deixada pelo avô.  Diante de um novo estilo de vida, Lobato passou a publicar seus primeiros contos em jornais e revistas, sendo que, posteriormente, reuniu uma série deles em Urupês, obra prima deste famoso escritor.
Em uma época em que os livros brasileiros eram editados em Paris ou Lisboa, Monteiro Lobato tornou-se também editor, passando a editar livros também no Brasil. Com isso, ele implantou uma série de renovações nos livros didáticos e infantis. 
Este notável escritor é bastante conhecido entre as crianças, pois se dedicou a um estilo de escrita com linguagem simples onde realidade e fantasia estão lado a lado. Pode-se dizer que ele foi o precursor da literatura infantil no Brasil. 
Suas personagens mais conhecidas são: Emília, uma boneca de pano com sentimento e idéias independentes; Pedrinho, personagem que o autor se identifica quando criança; Visconde de Sabugosa, a sabia espiga de milho que tem atitudes de adulto, Cuca, vilã que aterroriza a todos do sítio, Saci Pererê e outras personagens que fazem parte da inesquecível obra: O Sítio do Pica-Pau Amarelo, que até hoje encanta muitas crianças e adultos. 
Escreveu ainda outras incríveis obras infantis, como: A Menina do Nariz Arrebitado, O Saci, Fábulas do Marquês de Rabicó, Aventuras do Príncipe, Noivado de Narizinho, O Pó de Pirlimpimpim, Reinações de Narizinho, As Caçadas de Pedrinho, Emília no País da Gramática, Memórias da Emília, O Poço do Visconde, O Pica-Pau Amarelo e A Chave do Tamanho. 
Fora os livros infantis, este escritor brasileiro escreveu outras obras literárias, tais como: O Choque das Raças, Urupês, A Barca de Gleyre e o Escândalo do Petróleo. Neste último livro, demonstra todo seu nacionalismo, posicionando-se totalmente favorável a exploração do petróleo apenas por empresas brasileiras. 
No ano de 1948, o Brasil perdeu este grande talento que tanto contribuiu com o desenvolvimento de nossa literatura.

Literatura infantil

1920 - A menina do narizinho arrebitado         
1921 - Fábulas de Narizinho
1921 - Narizinho arrebitado
1921 - O Saci
1922 - O marquês de Rabicó
1922 - Fábulas
1924 - A caçada da onça
1924 - Jeca Tatuzinho
1924 - O noivado de Narizinho
1927 - As aventuras de Hans Staden
1928 - Aventuras do príncipe
1928 - O Gato Félix
1928 - A cara de coruja
1929 - O irmão de Pinóquio
1929 - O circo de escavalinho
1930 - Peter Pan
1930 - A pena de papagaio
1931 - Reinações de Narizinho
1931 - O pó de pirlimpimpim
1932 - Viagem ao céu
1933 - Caçadas de Pedrinho
1933 - Novas reinações de Narizinho
1933 - História do mundo para as crianças
1934 - Emília no país da gramática
1935 - Aritmética da Emília
1935 - Geografia de Dona Benta
1935 - História das invenções
1936 - Dom Quixote das crianças
1936 - Memórias da Emília
1937 - Serões de Dona Benta
1937 - O poço do Visconde
1937 - Histórias de Tia Nastácia
1938 - O museu da Emília
1939 - O Picapau Amarelo
1939 - O minotauro
1941 - A reforma da natureza
1942 - A chave do tamanho
1944 - Os doze trabalhos de Hércules
1947 - Histórias diversas

Outras obras - temática adulta

O Saci Pererê: resultado de um inquérito (1918)
Urupês (1918)
Problema vital (1918)
Cidades mortas (1919)
Idéias de Jeca Tatu (1919)
Negrinha (1920)
A onda verde (1921)
O macaco que se fez homem (1923)
Mundo da lua (1923)
Contos escolhidos (1923)
O garimpeiro do Rio das Garças (1924)
O choque (1926)
Mr. Slang e o Brasil (1927)
Ferro (1931)
América (1932)
Na antevéspera (1933)
Contos leves (1935)
O escândalo do petróleo (1936)
Contos pesados (1940)
O espanto das gentes (1941)
Urupês, outros contos e coisas (1943)
A barca de Gleyre (1944)
Zé Brasil (1947)
Prefácios e entrevistas (1947)
Literatura do minarete (1948)
Conferências, artigos e crônicas (1948)
Cartas escolhidas (1948)
Críticas e Outras notas (1948


SITE COM TODAS AS MÚSICAS DO SITIO DO PICA-PAU AMARELO
http://www.vagalume.com.br/sitio-do-picapau-amarelo/ 


sexta-feira, 29 de julho de 2011

Oficinas de leitura 27-07-2011

 O retorno as aulas foi com muito bom humor e brilhante trabalho das professoras que com esforço e dedicação apresentaram dois livros muito bem escolhidos: O cabelo de Lêle e Uma amiguinha diferente.
 Aqui estão algumas fotos do dia. Apenas uma observação: e teatro não foi uma copia dos livros e sim uma adaptação dos livros escolhidos.

Tentando fazer pose para a foto. Ai... Que vergonha.
Equipe unida. Vou mata a Janine de vergonha... gente ela é a segunda, do lado da Regina rsrs.  As duas Celias coordenadoras a Derli denovo a Aurea e nossa amiguinha.


Euzinha e minha primeira fã rsrsrs... Obrigado, Derli.
Eu e o pretendente de Lêle, o professor Valdir de Inglês.

DISCO VIRTUAL - atividades escolares diversas

Quero compartilhar com vocês atividades minhas e de minhas amigas. O disco vai ser atualizado sempre, então sempre que quiserem novidades talvez encontrem ali. Espero estar ajudando.

http://www.4shared.com/account/home.jsp?startPage=1#dir=105444640

quinta-feira, 28 de julho de 2011

FORÇA

Cada um tem dentro de si uma luz muito PRECIOSA que á faz única. As minhas amigas do Leonor saberam do que eu estou falando. Bj no coração de todas.

Filme: A PRECIOSA - mais um filme onde a professora fez toda diferença na vida da aluna.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Maria Dolores

Tive o prazer de assistir uma palestra emocionante de uma pessoa que veio para fortalecer o interior das pessoas que têm o prazer de conhece-la. MARIA DOLORES FORTES. Como foi maravilhoso para mim, estou colocando aqui para vocês um depoimento dela.


Conheçam essa pessoa maravilhosa e batalhadora.



Este é o site para quem quiser conhecer os livros de DOLORES.

http://www.edupsicotrans.net/blog.php?&pag=2

sábado, 23 de julho de 2011

Disco virtual



            Estou deixando o endereço do disco virtual onde coloquei atividades e se quiserem manda material para ser postado no blog podem utilizar o meu endereço do mesmo.

http://www.4shared.com/account/dir/IUrs4IGS/_online.html?&rnd=50#dir=2147483642

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Produção de texto

Esse blog está ótimo para orientar na produção de textos. Vamos lá pessoal, coloquem suas idéias em textos e mostrem a todos o que vocês pensam sobre o mundo.

http://aprendaproduzir.blogspot.com/

terça-feira, 19 de julho de 2011

Meu sonho - contar histórias apenas com objetos

Meu sonho e um dia contar histórias com essa técnica. Que criatividade!
Vou postar esse devido a minha admiração e respeito ao trabalho apresentado. É claro que também quero mostrar a todos que não é necessário métodos mirabolantes para agradar possíveis ouvintes. Tenho certeza que esse video agrada não apenas as crianças, mas a muitos adultos.

Indicação de filme: O CONTADOR DE HISTÓRIAS

Este é um filme nacional que conta a história de um exemplo de vida. Que prova que todo ser humano pode vencer as maiores dificuldades com informação e carinho. Pode-se mudar destinos através da EDUCAÇÃO. Para terminar ELE É FANTASTICO. 
 


domingo, 17 de julho de 2011

Novas idéias - Menina bonita do laço de fita

Não importa o como você decida contar uma história, o porque, mas o mais importante e sua motivação. Escolha histórias que você goste e se diverta como essas pessoas que estão aqui. Esses links são de uma mesma história mas contada de diversas formas.LIVRO: MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA - Ana Maria Machado

http://www.youtube.com/watch?v=W9eBpv-WPAs&feature=related menina bonita do laço de fita por Silvia cerqueira 1
http://www.youtube.com/watch?v=5rvBj_d10jU&NR=1 teatro da menina bonita do laço de fita
http://www.youtube.com/watch?v=5rvBj_d10jU&NR=1 varias pessoas contando a história

Historias com data show

Aqui estão alguns endereços para quem gosta de contar histórias no telão, que é um método que prende muito a atenção do ouvinte. Mãos na massa pessoal.

CAPACIDADES INDIVIDUAIS

Quando vi esse rapaz contando histórias fiquei encantada com sua capacidade de memorização e prendeu minha atenção. Espero que gostem. Conheçam agora o ARIEL.



Historias para se assistir

Esse endereço do youtube tem historias bem legais para crianças e adultos também.

http://www.youtube.com/watch?v=oNt0jrYbV3k&NR=1

FAÇA VOCÊ MESMO

Nove Maneiras de Ajudar Uma Criança a Aprender a Ler.

Com hábitos simples que podem ser aplicados desde cedo em casa ou na escola, você pode resolver um dos maiores problemas entre os jovens: O Hábito da Leitura.

Nós temos o péssimo hábito de imaginar que apenas com o uso de técnicas complexas, realizadas por Pedagogos altamente qualificados ou outros especialistas, teremos resultados práticos na educação juvenil.
Veja como isso é falso, e como nossa preguiça tem um significado importante na formação dos nossos filhos.
* Fábulas
para Download


* A coisa mais simples e também a mais importante que os adultos podem fazer para ajudar as crianças na fase da Pré ou Alfabetização, a criarem o hábito de buscarem o conhecimento do qual elas irão precisar, para serem bem sucedidas na vida pessoal e profissional, é simplesmente ler alto para elas, começando com isto desde cedo. A habilidade para ler e entender o que está escrito capacita as crianças a serem auto suficientes, a serem melhores estudantes, mais confiantes, levando-as desse modo às melhores oportunidades na vida profissional e a uma vida mais divertida, tranquila e agradável. Veja a seguir, As Nove Pequenas Coisas que os Pais, Avós, Professores e outros parentes dispostos a ajudar, podem fazer para auxiliar as Crianças a aprenderem e a criar gosto pela leitura.
  1. Leia em Voz Alta, para seu filho diariamente. Do nascimento até os seis meses, ele provávelmente não vai entender nada do que você está lendo, mas tudo bem assim mesmo.
    A idéia é que ele fique familiarizado com o som de sua voz e se acostume a ver e a tocar em Livros.
  2. Para começar, use Livros Ilustrados sem textos ou com bem poucas palavras. Aponte para as cores e figuras e diga seus nomes. Livros simples podem ensinar a criança coisas que mais tarde vão ajudá-la a aprender a ler.
    Por exemplo, ela aprenderá sobre a estrutura da linguagem - que existem espaços entre as palavras e que a escrita vai da esquerda para a direita.
  3. Conte Histórias. Encoraje sua criança a fazer perguntas e a falar sobre a história que acabou de ouvir. Pergunte-lhe se pode adivinhar o que vai acontecer em seguida conforme for contando a história, com os personagens ou coisas da trama. Aponte para as coisas no livro que ela possa associar com o seu dia a dia. "Veja este desenho de macaco. Você lembra do macaco que vimos no Circo?"
  4. Procure por Programas de Leitura. Se você não for um bom leitor, programas voluntários ou governamentais, na sua comunidade ou cidade, voltados para o desenvolvimento da leitura, lhe darão a oportunidade de melhorar sua própria leitura ou então ler para seu filho. Amigos e parentes podem também ler para seu filho, e também pessoas voluntárias que na maioria dos centros comunitários ou outras instituições estão disponíveis e gostam de fazer isso.
  5. Compre um Dicionário Infantil. Procure por um que tenha figuras ao lado das palavras. Então começe a desenvolver o hábito de brincando com a criança, provocá-la dizendo frases tais como: "Vamos descobrir o que isto significa?"
  6. Faça com que Materiais de Escrever, tais como lápis, giz de cera, lápis coloridos, canetas, etc, estejam sempre disponíveis e a vista de todos.
  7. Procure assistir programas Educativos na TV e Vídeo. Programas infantis onde a criança possa se divertir, aprender o alfabeto e os sons de cada letra.
  8. Visite com frequencia uma Biblioteca. Começe fazendo visitas semanais à biblioteca ou livraria quando seu filho for ainda muito pequeno. Se possível cuide para que ele tenha seu próprio cartão de acesso e empréstimo de livros. Muitas bibliotecas permitem que crianças tenham seus próprios cartões personalizados com seu nome impresso, caso ela queira, exigindo apenas que um adulto seja o responsável e assine por ela.
  9. Leia você mesmo. O que você faz serve de exemplo para o seu filho.

SER LEITOR - Celso Antunes

Ser leitor
-           Não sei ler nem escrever, a vida não me propiciou essas regalias. A ausência desses saberes, entretanto, não impediu a construção de alguma felicidade.  Tenho família, tenho emprego e embora o que eu ganhe permita que minha família não passe fome, bem sei que o que posso oferecer aos meus filhos não os impede de cobiçar vitrines, com olhos gulosos. Agora estou freqüentando um curso de alfabetização de adultos e, segundo minha professora, em pouco tempo saberei conhecer as letras, decifrar marcas, saber o que os letreiros dos ônibus falam e, até mesmo, olhar os remédios na prateleira da casa de meu sogro, identificando o nome de um ou de outro. Sabendo ler, creio que ganharei um pouco mais, mas mesmo assim, ainda olharei com inveja o mundo das pessoas que sabem mais, muito mais que eu.

-           Eu sou um leitor. Tenho família, tenho emprego e embora o que eu ganhe não permita que minha família passe fome, bem sei que o que posso oferecer os meus filhos não os impede de cobiçar vitrines, com olhos gulosos. Mas, se a riqueza material fica distante de meus sonhos, os livros sempre me fizeram cavaleiro das cruzadas, gladiador de Roma, pescador de almas. Com eles, percorri vielas medievais, viajei em fantásticas naves rumo ao amanhã e como saltimbanco, andei por terras que nunca vi, conversei com pessoas que minha admiração se transformou em amor. Sou amigo íntimo de Bradbary, converso sempre com Conam Doyle, jogo palavras de afeto para Clarice e Machado e, com Castro Alves, até em Navios Negreiros andei. Estou esperando uma promoção, sei que não vou ganhar muito, mas as bibliotecas irei usufruir, pelo doce fascínio de passear pelo ontem e pelo amanhã. Sou feliz em meus sonhos e essa felicidade, divido com todos quantos nesta vida fizeram-se leitor.

Eu tenho um cão, chama-se Negus. Meu cachorro não sabe ler, mas é capaz de pensar. Pode com seus ganidos avisar-me que a hora da comida chegou e pode com seus olhos doces transmitir a afeição que sente por mim. Posso dar um osso e dar afagos a Negus, jamais poderei, entretanto ampliar os limites de seus pensamentos. Escravo de um limite biológico inerente a sua espécie, aprenderá um pouco mais, mas nunca fará desse saber um instrumento para aprender outros aprenderes. Não creio que seja muito difícil adestrá-lo, mostrando-lhe como ficar sentado ou dar-me sua pata dianteira, mas, jamais poderei fazer de Negus um sonhador, jamais minha ação de professor poderá ajudá-lo a ser arquiteto de seus próprios sonhos.

Como professor posso também ensinar uma pessoa a ler. Mostrar-lhe como decodificar símbolos, descobrir sílabas e soletrar palavras. Sei que se assim agir estarei ajudando-o. Estarei fazendo algo não muito diferente do que premiar Negus com um osso.

Mas, sei também que como professor posso fazer de um aluno, um leitor. Ler é bem mais que decodificar símbolos; é atribuir sentido ao texto, é compreender, é interpretar. è também descobrir que a língua, tal como roupa que se usa, pode servir-nos em situações diferentes, assumindo formas alternativas.

Fazer de um aluno um leitor é como lhe mostrar um osso e, aos poucos, vê-lo transformando-se em nave espacial, vagando pelo encanto do imaginário, dançado em uma valsa de Strauss. Fazer de um aluno um leitor é, entre outros, apresentá-lo a Arthur Clark e fazê-lo amigo de Stanley Kulbrich.


Estive em uma palestra com Celso antunes no dia 11/07/2011, ele é fantástico e consegue prender a atenção dos ouvintes com histórias. Por isso coloquei-o aqui. Aproveitem para conhecer o site dele : 
http://www.celsoantunes.com.br/pt/textos_exibir.php?tipo=TEXTOS&id=23

Este é especial

Alguém que deveriamos conhecer.

http://www.robertodefreitas.com.br/

A arte de contar histórias




São os sonhos que nos tornam quem somos e movem desejos e ações. São os sonhos que nos deixam despertos a buscar coisa que ninguém mais deseja. E pra finalizar, são os sonhos também que nos levam as mais emocionantes possibilidades de nossa vida.
VIVER DEFINITIVAMENTE É SONHAR.